Chaves - Fechadura eletrônica?

E hoje é dia de buscar as chaves na construtora. É verdade que eu fiquei mais ansiosa quando fui pegar as chaves do primeiro apartamento, mas não quer dizer que eu não esteja ansiosa agora também. Gosto de saber que a partir de agora poderei ir lá e tirar as medidas certinhas e fazer o projeto de reforma direitnho.

Mas chega de papo furado e vamos direto ao assunto... aproveitei o tema pega das chaves para falar um pouco sobre fechaduras eletrônicas (ou digital). Era algo que eu havia cogitado em ter no apê atual, mas acabei deixando passar... porém, acho algo bem interessante... vou contar um causo pra vocês.

Certa vez fui com a família toda visitar minha prima no interior. Levamos somente um chaveiro, afinal de contas, estávamos todos juntos e íamos voltar juntos. Pois bem... passamos um dia maravilhoso e voltamos pra casa. Quando cheguei no estacionamento, fui procurar as chaves e cadê? Liguei pra minha prima e realmente, eu havia esquecido as chaves lá. Então bora acionar o seguro e chamar um chaveiro para socorrer a gente às 9 da noite. Enquanto meu marido esperava o chaveiro, fui pra casa do meu irmão com meu bebê e minha cachorra para não ficarmos esperando no frio (ainda bem que meu irmão mora perto).

Pois bem... se tivéssemos uma fechadura eletrônica (ou uma memória melhor), não teríamos passado por esse sufoco.

São vários os tipos de fechaduras eletrônicas. Podemos dividi-las pela forma de instalação e também pelo tipo de abertura: Fechadura de Embutir ou Fechadura de Sobrepor.

Fechadura de Embutir

Tem o maquinário embutido na porta, e o fechamento na parte interna do batente. Para instalar é necessário que a porta tenha em geral, pelo menos 35mm de espessura. Essa fechadura substitui a maçaneta comum, que encontramos na maioria das portas.
Fechadura de Embutir: O maquinário da porta é acionado
diretamente pela fechadura, pode ser através de
maçaneta ou mecanismo eletrônico.
Imagem: Intelbras.


Fechadura de Sobrepor

Portas com espessura inferior a 35mm não podem usar fechaduras embutidas e para isso servem as fechaduras de sobrepor. São compostas por peças que são instaladas na superfície da porta e no batente. geralmente possuem dois módulos, um interno (que possui as trancas) e um externo, para acesso.
Fechadura de Sobrepor: O maquinário da porta é instalado pelo
lado de dentro, na porta e no batente, já o painel de acesso
é instalado na porta pelo lado externo.
Imagem: Intelbras.

Quanto ao tipo de abertura, temos:

  • Senha: acesso através de código numérico que, inclusive em alguns modelos pode ser diferente para cada morador. Cada modelo permite um número definido de senhas.
  • Cartão: Acesso através de um cartão magnético individual.
  • Biometria: Acesso através de impressão digital (quem sabe em breve, através de leitura da retina também, como vemos nos filmes)
Algumas fechaduras possuem combinações de diversas formas de abertura, como por exemplo senha e biometria, senha e chave, senha e cartão. A ideia é que na impossibilidade de usar um dos métodos, seja possível usar um método alternativo.

Quanto aos valores, realmente não é um dispositivo barato, tão pouco é um dispositivo essencial (podemos muito bem viver com chaves). Mas quando sobrar um dinheirinho, acho que vale a pena o investimento, por uma questão de conforto. Abaixo estão alguns exemplos de fechaduras eletrônicas.

Modelo 7700 Milre.
Fechadura de embutir.
Abertura por biometria, cartão, chave ou senha

Modelo SDD 114 Silvana.
Fechadura de embutir.
Abertura por chave ou senha.

Modelo YDM 4109RL Yale.
Fechadura de embutir.
Abertura por biometria, chave ou senha

Modelo FR 101 Intelbras.
Fechadura de sobrepor
Abertura por senha

Modelo FR 201 Intelbras.
Fechadura de sobrepor
Abertura por cartão e senha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cama Box: Saias

Piso Laminado

Armários sem puxadores?